TODOS OS MEUS SONHOS

1515

Conheci Ivan Zigg pelas palavras de Claudio Thebas, por causa do genial livro O Menino Que Chovia (Companhia das Letrinhas). Eu nem sabia que estava em uma espécie de armadilha do riso: era um escritor-palhaço me apresentando um ilustrador-palhaço.

TODOSMEUSONHOSMENINOCHOVIA

Claudio Thebas, palhaço, escritor, diretor, educador, hoje no Laboratório de Escuta e Convivência.  Ivan Zigg, um dos ilustradores mais importantes de nossa literatura infantil, escritor, premiado com Jabuti, músico, ator, performer.  Dois artistas que respeito demais.

Mas o post é para falar de Ivan e de sua capacidade de nos provocar sonhos. Será isso coisa de quem trabalha com o humor? Em 2010, estive na casa dele, na cidade do Rio de Janeiro, para gravar um vídeo para o site da revista Crescer – onde trabalhei como repórter e editora por 8 anos. Foram horas muito bacanas e uma experiência estética fascinante passear pelos rascunhos de seus livros. Já foram mais de 100 publicados, entre ilustrações para histórias de outros e belezas de sua autoria como o novo Todos Os Meus Sonhos, que a editora Nova Fronteira recém-lançou.

TODOSMEUSONHOSVARAL

 

Talvez fácil de ser amado pela criança pequena – com as letras tipo bastão cobiçadíssimas por quem está se alfabetizando e ilustrações com figuras de simples identificação -, o livro tem embutido reflexões para todos. É um jogo poético de perguntas e respostas sobre até o tamanho e as possibilidades de nossos sonhos. Do humor, Ivan convida à poesia e ao pode de, por que não?, filosofar.

TODOSMEUSONHOSGOL

Em alguns momentos há como separar texto e ilustração. Nestes,  nos amplia a capacidade de compreensão ou interpretação.

TODOSMEUSONHOSAREIA

Mas existem períodos no livro, no entanto, que o casamento de imagem e frase acontece de forma tão harmoniosa que, juntas, provocam um novo sentimento ao leitor, como se a gente sempre pudesse extrair algo mais do que vê. Este acima é de uma sequência que diz: “Para o alto os meus sonhos vão/E se os sonhos, às vezes, caem/ Eu os apanho, um a um, no chão”. É belíssimo ler este final da ideia com uma criança apanhando estrelas. Tem sonho maior que este?

Acredito que, acima de tudo, este livro de Ivan Zigg nos dá uma chance. Uma chance de falar sobre sonhos com as crianças. Ou de roubar esta capacidade delas, tão natural, um pouquinho para nós. Ou, entendermos de uma vez por todas que é nossa obrigação garantir a elas a possibilidade de sonhar. A nós também. Para nós. Para nossa cidade, nosso país. Para um mundo que não torne pieguice um direito justíssimo: aquele sorriso que nos escapa só de imaginar algo que nos faça feliz.

Todos Os Meus Sonhos (Ed. Nova Fronteira)

textos e ilustrações de Ivan Zigg

2014

Deixe uma resposta