O Urso e o Gato-Montês

1102

Livro para criança pode combinar com melancolia? Sim. E se quiser fazer isso com algo de qualidade, a obra O Urso e o Gato-Montês (Ed. Outono/Brinque-Book), dos japoneses Kazumi Yumoto e Komako Sakai pode ser uma linda opção.

Na história, um urso que perdeu um amigo, um amigo-passarinho. Mais do que isso. Era seu melhor amigo. Os amigos o apoiavam, mas sempre diziam palavras do tipo “você vai superar”. Poucos o queriam ouvir e foi preciso alguém de fora, um gato, um gato bem gato mesmo, com sua liberdade e leveza para, então, deixar o urso falar sobre o que estava sentindo. Elaborou o luto com o novo amigo, condição primeira para o tal “superar”.
É um livro sobre a morte? Eu poderia dizer que sim. Eu poderia falar da delicadeza do ritmo da narrativa e das ilustrações sensíveis a ponto de nos emocionar profundamente. Mas ele é mais. É um livro sobre todas as perdas. Sobre todas as mudanças. Sobre a morte de alguém próximo ou de um animal; sobre a expectativa de uma casa ou escolar nova. Pois, acima de tudo, é um livro sobre recomeços. O gato não vem apenas consolar o urso, passar a mão na cabeça dele, acolhê-lo. Ele vem oferecer perspectivas. E não é isso que a vida nos ensina?
O Urso e o Gato-Montês (Ed. Outono/Brinque-Book)
textos: Kazumi Yumoto
ilustrações: Komako Sakai
2012

Deixe uma resposta