A Primeira Palavra de Mara

1230

PRIMEIRAPALAVRAMARACPApQuem tem criança por perto já viveu o que a protagonista deste livro passa nessa história. Entre todas as expectativas que os adultos colocam nos bebês, o começo da fala é uma das maiores! É sobre isso o A Primeira Palavra de Mara (Ed. Jujuba), dos espanhóis Ángel Domingo e Miguel Tanco.

Imaginem aquela típica competição entre as famílias do pai e da mãe da criança, mas há dois pontos que dão um sabor diferente à história: o primeiro é que, além de todos “buzinando”palavras no ouvido da bebê, há algumas cenas do irmão mais velho cochichando algo que, claro, o leitor só vai saber no final. O segundo, e que achei lindo, é que nas cenas em que estão o pai e a mãe “soltando sem querer” uma palavra para o bebê memorizar, o pai diz “mamãe”e a mãe diz “papai”. Parece simples, mas são nestas pequenas delicadezas que se faz o melhor da vida, e os autores não perderam a chance de fazer.

PRIMEIRAPALAVRAMARADENTROp

As ilustrações têm um humor poético – se é que isso pode existir! – e são criativas e surpreendentes, daquelas que “engolem” o leitor. Ótimo para ler repetidas vezes! (aliás, a Jujuba tem sido uma surpresa maravilhosa. Não é apenas a escolha da história, mas o projeto gráfico e detalhes nas páginas de créditos são também imperdíveis).

A Primeira Palavra de Mara (Ed. Jujuba)

textos: Ángel Domingo

ilustrações: Miguel Tanco

2013

palpite: para crianças de 3 a 100 anos

Deixe uma resposta