Mãos Mágicas

1696

maosmagicasquadradinhaEra uma vez Quadradinha e Fininho. Ambos eram feitos de papel. Irmãos inseparáveis, brincavam escondendo-se das asas do vento (fácil de imaginar por que, certo?) Mas… um dia o menino se distrai e vuuuu, voa para muito longe. Quadradinha fica entristecida, feito papel amassado. Dobra seu corpo ao meio, depois dobra de novo e fica amuada, esquecida num cantinho qualquer.

Só quem pensa origami poderia criar uma história destas. E é mesmo o caso da delicada imaginação da escritora, ilustradora e designer Tereza Yamashita, uma das pessoas mais doces que já conheci. Quando eu trabalhava na revista Crescer, passei um tempo com ela para a gravação de um vídeo em que ela ensinava origami. Foi maravilhoso. Apaixonada e herdeira desta arte milenar japonesa de dobrar papel, Tereza criou uma deliciosa aventura desta menina em busca do irmão desaparecido. Só que quem ilustra não é ela, mas Suppa, uma das nossas mais importantes ilustradoras do Brasil que, com sua técnica característica de pintura e colagem embeleza tudo de cor e texturas.

maosmagicasdentro

Na história, Quadradinha espanta a tristeza ao dar de cara com um sapo (um clássico das dobraduras) que pula sem parar. Acha-o tão divertido que se transforma em um e parte para os saltos como ele. É assim que ela descobre o origami e o poder de se transformar.

Virando tudo quanto é bicho, ela vai ganhando o mundo atrás de Fininho. E onde ela vai parar? Na casa de uma menina muito inteligente chamada Sadako. O que ela tem? Mãos mágicas que brincam com papel como dança, como música, como arte. E o final? Eu deixo para vocês dobrarem e desdobrarem. Muitas vezes!

maosmagicascapa 

Mãos Mágicas (Ed. Sesi-SP)

textos de Tereza Yamashita

ilustrações de Suppa

 

2013

 

palpite: de 3 a 100 anos. 

Deixe uma resposta