AOS OLHOS DO MAR

883

 

AOSOLHOSDOMARDENTRO1

Os livros para crianças e jovens escritor com uma pitada de autobiografia são vários. Os exemplos de serem literais ou intencionais além da conta também acontecem aos montes. Por isso, quando me deparo com um encontro de metáfora e poesia para contar uma história que, assumida pelo autor ou não, sentimos a tal pitada autobiográfica, costumo me entregar ao encantamento.

Este é Aos Olhos do Mar, textos de Cristiane Tavares e ilustrações de Chris Mazzotta, lançado pela MOV Palavras.

Nele, conta-se a história de duas aldeias separadas pelo mar. De um lado, muitas crianças que viviam sem a companhia de um adulto. De outro, adultos ocupados em seus afazeres, digamos, de adultos. Do lado de cá, um menino com um desejo e muita imaginação. Do lado de lá, uma mulher “sentia saudade do que nunca tivera:

Pegada de criança na areia,

Cheiro de criança na pele,

Cor de menino nos olhos.”

Um dia, uma tempestade agitou mar, areias, crianças e adultos: houve um encontro, um inesperado encontro que já era desejo em segredo. Recuperar-se de um furor destes não é fácil, sabemos. Há que se construir tanto a partir de um forte encontro, não?

AOSOLHOSDOMARDENTRO2

Envolvido na beleza das palavras, o leitor é levado pela história de jangada em jangada, de viagem a viagem, ora marola, ora onda forte. Os desenhos me deram a impressão de estar diante de um caderno de ilustrador, daqueles que o artista vai criando dia a dia, conforme a emoção bate, conforme o formato pede, intensificando a cor aqui, a textura ali, jogando-nos em várias perspectivas desta história de amor. O tema da adoção vem embalado no ritmo que se espera: altos e baixos de um eterno tecer de vida, como, aliás, é em todo amor. A escritora Cristiane Tavares conta, no final, que fez o livro em homenagem ao filho Nicolas. Quando, distantes, nós leitores aceitamos o convite ao livro, embarcamos no sonho de lá e de cá, como se estivéssemos todos navegando juntos.

AOSOLHOSDOMARCAPA2

Aos Olhos do Mar (Ed. MOV Palavras)

Textos de Cristiane Tavares e ilustrações de Chris Mazzotta

2015

Deixe uma resposta