Não Sim Talvez

1325

nao_sim_dentroEi, quantas respostas uma pergunta pode ter? Parece meio bobo para o mundo adulto cheio de regras e utilidades (inúteis, ops!). Mas para criança… ah, como a possibilidade de perguntar é gigantescamente saborosa!

É isso que aborda o livro Não Sim Talvez de Raquel Matsushita (capa, texto, projeo gráfico) e Ionit Zilberman (ilustrações), que será lançado logo mais (dia 8 mesmo, às 15h) pela editora do Sesi, na livraria NoveSete, em São Paulo. Na história, um menino adorava perguntar mas, só os bem atentos percebem: ele amava mesmo eram as respostas. Assim, disparava sem parar:

– Por que nunca vi uma árvore de salada de frutas?

– Por que meu pipi parece uma tromba de elefantes?

– Por que eu não posso voar?

 

A mãe, como todas, procurava responder tudinho. Mas o livro, claro, não traz apenas uma possibilidade. A irmã do menino, sempre preferia confundir um pouquinho mais. Até que o menino… bem, até que ele encontra uma reposta para si mesmo. Das boas.

As meninas Raquel e Ionit, talentosíssimas, apresentam aqui um projeto gráfico divertido em que, como pode acontecer na nossa cabeça, as frases ora se sobrepõe às antigas, brincando com a gente de substituir respostas – mesmo que temporariamente (não é isso que fazemos todos os dias?). E o menino ruivo encaracolado criado por Ionit (a mesma de Até as Princesas Soltam Pum e Hocus Pocus) é doce e singelamente ingênuo. Assim como deveria ser nosso olhar para o mundo. A gente sente isso só de ver, só se ouvir. Só de perguntar…

nao_sim_capa

Não Sim Talvez (Sesi-SP Editora)

textos de Raquel Matsushita

ilustrações de Ionit Zilberman

2014

palpite: para crianças de 6 a 100 anos

Deixe uma resposta